Canadá

Como tirar o visto canadense

02/03/2016

Quando fui tirar o meu visto canadense de turismo, fiquei na dúvida se fazia o processo por minha conta ou se contratava um despachante. O preço do despachante não era tão caro (200 reais além das taxas consulares), mas acabei optando por fazer eu mesma porque com a mudança + casamento, estamos economizando cada centavo!

Existem dois jeitos de você mesmo tirar o seu visto canadense:

  1. Online
  2. Presencial, através de um dos cVAC (Centro de Solicitação de Vistos do Canadá).

A solicitação online é feita 100% por você, que deve escanear seus documentos, preencher os formulários  e enviar tudo pelo site. O processo deve ser iniciado através deste link: http://www.cic.gc.ca/ctc-vac/getting-started.asp, onde você começa fazendo um teste de elegibilidade para tirar o visto canadense, que é bem tranquilo, aliás. Eu não fui a frente com esse método porque li que todos os documentos precisavam estar em inglês, e como eu não teria tempo nem dinheiro pra traduzir diploma, holerites, extratos bancários e todo o resto, fiquei com medo de dar errado. Depois, pesquisando mais, achei esse post aqui dizendo que mandou tudo em português e que deu certo também. A grande vantagem de tirar o visto online é que você paga apenas a taxa consular, que são de 100 dólares canadenses, e esse pagamento é feito através de cartão de crédito.

Como eu estava muito insegura em relação aos meus documentos, principalmente comprovação financeira, preferi fazer ao vivo e a cores através do cVAC.

O que é cVAC?

O cVAC é um Centro de Solicitação de Vistos, administrado por uma empresa, no Brasil a VFS Global, para ajudar os solicitantes de vistos. Eles recebem e conferem toda a documentação, conferem o pagamento e enviam tudo ao consulado. Portanto, se você chegar lá e estiver faltando algum documento ou estiver com alguma coisa desnecessária, eles já fazem toda essa triagem para você.

Primeiro Passo: Organizar os documentos para o visto canadense

– Duas fotos 3×5.
– Passaporte válido, com validade mínima de 6 meses a partir da viagem ao Canadá. Eles falam também sobre levar passaportes antigos com datas de viagem. Levei cópia do meu antigo da folha de rosto e dos carimbos de viagens e o funcionário da VFS disse que só era importante se tivesse algum visto e viagem para os EUA, mas falei para ele colocar na solicitação mesmo assim.
– Comprovação de recursos financeiros.

Se você possui visto para os EUA e visitou o país nos últimos 10 anos, não há mais necessidade de apresentar documentos financeiros para visitas de turismo ou estudo inferior a 3 meses.

Documentos exigidos para comprovação financeira:

– Cópia simples da última declaração de imposto de renda e recibo de entrega.
– Extratos bancários dos últimos 3 meses.
– Três últimos contracheques ou holerites.

No meu caso, eu até tinha o dinheiro que eles sugerem que você tenha para ser aprovado nesse quesito, mas fiquei receosa e pedi meus pais para escreverem uma carta afirmando que seriam responsáveis por todas as despesas da minha viagem. Nesse caso, anexei a carta custeio, passaporte do meu pai com o visto dele para os EUA, mais toda essa comprovação financeira deles. Então enviei a minha documentação + a deles. Quando cheguei, o funcionário da VFS perguntou para quantas pessoas eu estava aplicando rsrs

Qual a quantidade de dinheiro que eles esperam que você tenha?

A recomendação é de que você tenha C$ 10.000 por ano. Por mês, seriam C$ 834,00.

O que deve estar escrito nessa carta custeio?

A carta-modelo está disponível aqui.

– Comprovações de vínculo com o Brasil.

Essa parte é muito importante também. Eles precisam saber que você possui vínculos com o Brasil e que não vai dar aloka e ficar por lá. Documentos válidos:

– Provas de estudos atuais (comprove que está matriculado em alguma escola ou faculdade).
– Se você trabalha e está indo de férias, apresente uma carta do seu empregador afirmando a veracidade dessa informação.
– Se você já comprou as passagens, apresente o bilhete (pode ser o enviado por e-mail) contendo data de ida e volta.
– Apresentei o seguro-saúde que eu havia comprado para o período da minha viagem também.
– Apresentei cópia da minha carteira de trabalho comprovando vínculos.
– Se você está indo visitar algum amigo ou parente, apresente uma carta convite desta pessoa. Essa carta é muito importante e ajuda bastante no processo. É como se você tivesse alguém responsável por você durante a sua estadia no Canadá, e isso para eles conta muito.
– Enfim, qualquer documento que você tenha e que você acredite que seja útil e que confirme o seu vínculo no Brasil, coloque na pasta. Esses citados acima são os que eles recomendam, mas não existe um limite.

Segundo Passo: Preencher os formulários

Os formulários disponíveis para serem preenchidos são:

Aplicação para Residente Permanente – Application for Temporary Resident Visa
Informações da Família – Family Information
Declaração de União Estável – Statutory Declaration of Common-law Union
Uso de um Representante – Use of a Representative

Desses formulários, os obrigatórios são o Application for Temporary Resident Visa e o Family Information. A declaração de união estável deve ser preenchida se você vive em uma, obviamente. A Uso de um Representante, apenas se outra pessoa for fazer o processo para você.

O link com os documentos atualizados estão NESTE LINK.

Atenção: o Application for Temporary Resident Visa não é lido por alguns navegadores web. Portanto, se você encontrar uma mensagem de erro quando abrir o pdf, é só salvar o documento no seu computador e abrir com um leitor PDF. Após preencher o formulário, você tem que validar o formulário no próprio leitor de PDF. Isso vai gerar uma nova página no documento com vários códigos de barra que são imprescindíveis para o seu processo. Se você não fizer isso, o seu pedido não vai ser aceito pelo VAC e não será encaminhado ao consulado. Eu validei o meu formulário a partir de um computador MAC, e os códigos de barra não foram gerados de jeito nenhum. Uma breve pesquisa na internet me mostrou que era um problema do sistema operacional mesmo, então passei o formulário já preenchido e validado para um Windows e os códigos de barra estavam lá. Vai entender…

Terceiro passo: Termo de consentimento VFS

Bem simples: você tem que imprimir este documento, preencher, assinar para autorizar a VFS a fazer o trâmite para você. Sem esse documento, eles também não aceitarão a sua solicitação.

Quarto passo: pagar a taxa consular

Os dados estão disponíveis neste link. O depósito bancário deve ser exclusivamente feito na boca do caixa (e não por transferências ou depósito em caixa automático), o valor atualizado você confere no link que eu passei logo acima (quando fiz, em fevereiro/2016, foi de 300 reais) no HSBC, agência 1888, conta de número 00116-05.

Eu cheguei no dia sem fazer este pagamento, e antes de me entregarem uma senha, foi a primeira coisa que me perguntaram. Me indicaram um HSBC a 15 minutos a pé dali, e quando cheguei no banco para fazer o depósito, só precisei falar que era pro Consulado Canadense, que já sabiam de cor as infos. De qualquer maneira, melhor já chegar lá com o comprovante do pagamento.

A taxa a ser paga para o VAC, pode ser paga lá mesmo no cartão de crédito, débito ou em dinheiro. Ou você pode fazer um depósito para a cidade que você for aplicar, caso não possa ir pessoalmente a um dos escritórios, e envie a sua documentação por correios. O valor é de R$100,00.

Rio de Janeiro:
Banco Santander
Agência: 0729
Conta corrente: 13000778-0
CNPJ: 13.531.190/0003-87
Beneficiário: VFS Brasil servicos de preparacao de documentos ltda

São Paulo:
Banco Santander
Agência: 0729
Conta corrente: 13000778-0
CNPJ: 13.531.190/0003-87
Beneficiário: VFS Brasil servicos de preparacao de documentos ltda

Brasília:
Banco Santander
Agência: 0729
Conta corrente: 13000778-0
CNPJ: 13.531.190/0003-87
Beneficiário: VFS Brasil servicos de preparacao de documentos ltda

Atenção: é muito importante que você faça o depósito para o VFS da cidade para a qual você enviará os seus documentos!

Quinto passo: entregar os documentos no VAC

Aqui você tem duas escolhas:

Se você mora em SP, RJ ou Brasília, vá pessoalmente entregar os seus documentos, formulários, fotos e comprovantes. Para mim foi muito bom ter ido entregar tudo pessoalmente, pois é muito bom ver o funcionário conferindo tudo, organizando, dando o ok. Passa uma segurança a mais, você sabe que a sua parte está certo e agora depende só do consulado.

Importante: você só deve entregar as cópias de documentos. O único documento oficial entregue é o passaporte, que será devolvido no fim do processo com o visto canadense. Nas 3 cidades, o horário para recebimento de solicitações é das 09:00 às 17:00.

Se você não morar e não tiver acesso fácil a essas cidades, você pode enviar toda a documentação pelos correios. Nesse caso, a taxa do VAC deve ser paga por depósito e o comprovante enviado junto. O endereço de cada uma é:

São Paulo: Avenida das Nações Unidas, No 12.551, salas 1809 e 1810 , 18o andar, World Trade Center São Paulo, São Paulo – SP. Brazil

Rio de Janeiro: Avenida das Américas, 3500, Ed. Le Monde Offices – Torre Hong Kong 1000,
salas 612/613/614/615,Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, RJ. Brazil, CEP 22.640-102

Brasília: Brasilia Shopping and Tower, quadra 5, Setor Comercial Norte – SC / lote sala 1126. Brasilia – DF. Brazil

 Sexto passo: Acompanhamento

Assim que o VAC cadastra a sua solicitação no sistema, você recebe um e-mail com um número de protocolo e um site para você acompanhar a sua solicitação. Esse rastreamento não te diz se o visto canadense foi concedido ou não, isso infelizmente é descoberto apenas no momento em que você recebe o seu passaporte em casa, você apenas acompanha se a solicitação está sendo processada , se ja foi finalizada e entregue.

Preço total pago:

Taxa Consular: R$300,00
Serviço VAC + Gastos de envio do passaporte de volta: R$139,75
Total: R$439,75
Tempo do processo: 10 dias úteis

Conclusão

Achei o processo todo muito organizado. A parte mais complexa é a de separar todos os documentos e entender quais formulários devem ser preenchidos. O atendimento no VAC foi ótimo e rápido e o passaporte chegou na minha casa em exatos 10 dias úteis, o que achei bem rápido também (mas confesso que sofri  na espera rs).

PS: O visto canadense veio sem foto, o que achei bastante estranho considerando que entreguei minhas fotos a eles, mas uma pesquisa na internet me mostrou que isso é normal. Vai entender…

Espero que tenha ajudado e, qualquer dúvida, deixem nos comentários que vou tentar ajudar com o que eu puder!

Posts Relacionados

You Might Also Like