Amor Vida

Sobre a minha felicidade

07/01/2017

Existem muitas coisas na minha vida que não estão ainda do jeito que eu quero, que eu gostaria.. Coisas grandes e que mudariam muito a minha vida… Não tenho visto de trabalho, consequentemente não tenho um emprego, não posso deixar o país, minha casa é semi-mobiliada e quase sem nenhuma decoração, as contas são apertadas, não posso viajar, está -10graus lá fora e estou longe da minha familia e das minhas amigas. Várias outras coisas não estão do jeito ideal, mas essas são as mais importantes pra mim agora. Mesmo assim, não consigo me lembrar de uma época em que estive tão feliz como estou hoje.

O meu apartamento de paredes vazias e móveis básicos tem janelas de um canto ao outro, uma varanda enorme, uma cozinha toda mobiliada e um quarto tão espaçoso quanto eu nunca achei que teria depois de casada. Nesse quarto, a minha cama é o lugar preferido da minha vida, não por querer dormir o tempo todo (quero rs), mas porque chega um momento, de noite, em que, lá, os 4 pedaços mais importantes da minha vida ficam reunidos.

É gostoso também abrir as fotos do seu ap em SP e lembrar como era lindinho, a estante cheia de livros, a mesa com as cadeiras coloridas, o tapete felpudo dos sonhos, o sofá mais confortável do mundo, ser grata por isso e perceber que é só uma questão de tempo pra nova casinha ficar com a nossa cara também. É só ter paciência!

Eu não posso sair do país, tampouco tenho como ($$) viajar dentro dele, mas só de sair de casa e ir ao supermercado, a caminhada é tão gostosa que eu me sinto renovada. Aliás, ir ao supermercado e poder comprar o que eu quiser sabendo que ainda assim estará dentro do meu orçamento talvez seja ainda uma felicidade boba de recém-chegada que ainda não se acostumou, mas acontece e eu sou muito grata por isso…

O frio realmente não é bom… Mas faz a gente dar valor ao verão, faz a gente ficar feliz e empolgado pensando em como montar uma varanda gostosa pra aproveitar quando o calor chegar, faz a gente sair da zona de conforto e se virar pra ser feliz mesmo assim.

Estou longe da minha família e amigas e, realmente, por mais que a tecnologia ajude muito, não chega aos pés do que eu tinha antes. Mas isso ajuda a sonhar, ajuda a querer ir atrás de melhorar pra ter condições de, em breve, poder diminuir os intervalos de visita. E, ao mesmo tempo, nos deixa abertos a conhecer pessoas incríveis aqui do outro lado do mundo…e como somos sortudos por conseguir!

Posts Relacionados

You Might Also Like